Um representante de vendas morreu enquanto trabalhava no supermercado Carrefour localizado em Recife, Pernambuco. O corpo de homem foi coberto por guarda-sóis e tapumes improvisados e a loja continuou aberta.

O homem desempenhava a função de representante de uma empresa de alimentos e não era funcionário da rede de supermercados, mas estava no local a trabalho. O caso aconteceu na última sexta-feira, 14, mas ganhou repercussão nas redes sociais nesta semana diante da atitude da empresa.

O Carrefour identificou o representante como Moisés Santos e afirmou que a causa da morte foi infarto. Em resposta aos comentários nas redes sociais, a rede de supermercados Carrefour publicou três notas.

Na primeira, a empresa disse que a equipe acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) assim que o homem começou a passar mal e “seguiu todos os protocolos durante o socorro e após o falecimento”. Ela disse também que estava “prestando toda assistência necessária para a família, neste momento tão difícil”.

Em uma segunda nota, a rede afirmou que “os protocolos para que as lojas sejam fechadas quando fatalidades como essa aconteçam já foram alterados”.

Já na terceira nota, o Carrefour disse que “o inesperado falecimento de Moisés Santos, vítima de um infarto, foi muito triste para nós”.

Fonte Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui