Confronto envolvia PSG e Istanbul Basaksehir

Jogadores do Istanbul Basaksehir (Turquia), seguidos pelos colegas do PSG (França), abandonaram um jogo pelo grupo G da Liga dos Campeões em Paris, nesta terça-feira (8), após a equipe turca acusar um dos árbitros de racismo.

O auxiliar técnico camaronês do Basaksehir, Pierre Webo, recebeu um cartão vermelho de um dos árbitros assistentes aos 13 minutos do primeiro tempo e a equipe turca abandonou o campo após 10 minutos de discussão com o árbitro romeno Ovidiu Hategan.

O PSG também deixou a partida, que ainda estava em 0 a 0.

“Nosso treinador assistente, Pierre Webo, foi expulso com uma palavra racista pelo quarto árbitro da partida. A partida foi então suspensa”, anunciou o clube de Istambul em seu perfil oficial no Twitter.

A agência estatal turca de notícias Anadolu citou o presidente do Basaksehir afirmando que os jogadores não voltariam ao campo enquanto o quarto árbitro seguisse ali.

“Após um suposto incidente que envolveu o quarto árbitro, a partida foi suspensa temporariamente”, disse a Uefa em nota.

A Uefa informou que a partida será retomada na próxima quarta-feira (9) a partir das 14h55 (horário de Brasília).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui